Matérias Cadastradas

Armas, Munições, Petrechos de Recarga e Coletes Balásticos

11/05/2014 às 22h39m29s

Notícia acessada 524 vezes

Guarda de Armas e Munições em Instituição Financeira.


Através da Mensagem Oficial Circular nº 27/2012, de 03 de agosto de 2012, a CGCSP resolve orientar ao efetivo das DELESP e Comissões de Vistoria, quanto ao alcance do art. 92 da então Portaria nº 387/2006 - DPF, recepcionado pelo Art. 137 da Portaria nº 3.233/2012- DPF.

Tal normativa informa não haver padrão definido de recipiente para guarda de armas e munições nas instituições financeiras, podendo ser utilizadas tanto as caixas metálicas quanto outro compartimento resistente que tenha cadeados ou fechaduras de chave ou senha.

A chave ou senha do compartimento acima narrado, deverá ficar apenas em poder dos vigilantes ou da empresa de vigilância contratada.

A localização do receptáculo deverá ficar restritas ao cofre da unidade bancária ou em área de acesso proibida ao público externo da instituição financeira.

Se o recipiente for pequeno e com peso leve suficiente que o permita ser deslocado ou transportado, e a opção for por mantê-lo fora do cofre forte, o mesmo deverá ser obrigatoriamente afixado na parede da agência ou do Posto de Atendimento Bancário - PAB.

A aprovação do local de Guarde de Armas e Munições será da DELESP ou da Comissão de Vistoria.

Mais detalhes veja na mensagem original.

LEIA A MENSAGEM
Mensagem Oficial Circular nº 270/2012 - CGCSP



    Fonte: PSP



Outras Notícias